Especiais

A História do Playstation – Parte I-A 5ª Geração

Nada melhor para se falar na estréia do PS3Brasil do que a trajetória da Sony e do Playstation na indústria do video-game. Este artigo faz parte de uma série de artigos que contará a história da Sony, mostrando seus pontos altos e baixos na corrida pela liderança do mercado.

O Começo

Poucos sabem, mas no ano de 1988, em parceria com a Nintendo, que na época desenvolvia o Super NES, a Sony projetou um Add-on para o Super NES que funcionaria para ler CDs,chamado de Super Disc. Infelizmente, a parceria não deu certo e o Super Disc nunca foi lançado. Porém, a Sony chegou a lançar sua versão do Super Disc tendo apenas 200 unidades fabricadas e logo descontinuando a produção.

 
Nasce o Playstation

No ano de 1995, o mercado americano de entretenimento eletrônico era dominado pelas duas grandes potências da época: Nintendo e Sega. A Nintendo estava certa de sua vantagem, graças ao bom desempenho do Super NES e a eminente chegada do Nintendo 64. A Sega andava na corda bamba, o Sega Genesis ficou para trás na geração passada e o SegaCD foi um completo fiásco.

Foram nestes tempos de subidas e descidas que a Sony enxergou algo que suas futuras concorrentes não viam. A Sony via um público muito maior do que apenas entusiastas do entretenimento eletrônico, ela via um nicho de cultura pop que poderia ser comparada à indústria do cinema e da música. Tudo que ela precisava era apenas um empurrão. O empurrão veio na forma de conhecimento e, aproveitando os já adquiridos na produção da sua própria versão do Super Disc lançada em 1988, a Sony monta novamente sua equipe e prepara o lançamento do Playstation.

Ao saber do futuro lançamento da nova concorrete, a Sega apressa o lançamento do seu console Next Gen, o Sega Saturn. A estreia do Sega Saturn e do Playstation acontecem quase que simultaneamente, com uma pequena vantagem para o Sega Saturn. A esperança da Sega era conseguir com o lançamento precoce um maior mercado e mais títulos que seu concorrente cinza, mas o tiro acabou saindo pela culatra. O Sega Saturn foi lançado com uma biblioteca extremamente restrita de títulos, além de dar muita dor de cabeça aos desenvolvedores, que reclamavam da dificuldade de programar jogos para o console. A Sony então teve o caminho livre. Ela possuia um console do momento (até então o Nintendo 64 não havia sido lançado) e uma boa quantidade de títulos de peso. O diferencial dos jogos estarem em CD, e não mais em cartuchos, chamava a atenção e transformava também o Playstation em uma central de entretenimento por também rodar CDs de música com qualidade acima da média, tendo até hoje uma legião de fãs que ainda procuram um Playstation só para ouvir música.

Em 1996 foi lançado o Nintendo 64, com os títulos Mario 64, Wave Race 64 e Pilotwings 64. Todos os títulos se tornaram clássicos instantâneos, fazendo do Nintendo 64 um divisor de águas. O console da Nintendo ainda contava com uma novidade ainda não vista em nenhum console – um controle analógico. Ele facilitava a movimentação em ambientes 3D, que agora era a onda do momento.

A resposta da Sony veio em 1997, com o Dual Analog Controller, uma modificação do controle original do Playstation com duas alavancas analógicas. Infelizmente, o controle não possuía a função Rumble, o que desagradou muito os fãs do console e fez com que a Sony tomasse medidas rápidas, descontinuando o controle no mesmo ano e lançando sua versão melhorada, o DualShock. A Sega também teve sua versão do controle analógico, lançado em 1996 junto com o jogo Nights Into Dreams.

A geração recebeu vários jogos de peso, que iniciaram franquias existentes até hoje e a disputa pela liderança não foi fácil. A Nintendo publicou títulos extraordinários, como Super Mario 64, The Legend of Zelda: OoT e MM, Mario Kart 64, Banjo Kazooie, 007 Golden eye, entre vários outros. A Sega também teve sua gama de jogos interessantes: Daytona USA, Guardian Heroes, Panzer Dragon, Virtua Fighter, Nights Into Dreams além das franquias arcade de luta que provavelmente eram seu ponto forte, como Darkstalkers, X-Men vs Street Fighter, The King of Fighters, etc.

O Playstation não ficou para trás e trouxe para seu público jogos memoráveis como Final Fantasy VII, considerado por muitos um dos melhores RPGs já lançados, Metal Gear Solid, Gran Turismo, GTA, Silent Hill e Resident Evil. É claro que houveram muitos outros títulos de peso, sendo os citados apenas uma amostra da biblioteca do console.

Em meados de 2000, o PlayStation passou por uma re-estilização, ficando menor e com curvas arredondadas. Esse console recebeu o nome de PSone, agora na cor branca. Neste ano também foi lançado o sucessor Playstation 2.

Uma biblioteca extensa e de boa qualidade, hardware confiável e acessórios que supriam a vontade de seus consumidores. Todos esses fatores combinados garantiram ao Playstation,a primeira investida da Sony na indústria do Vídeo Game, um sucesso estrondoso e um lugar certo no mercado. Após o lançamento do Playstation 2, o console foi sendo abandonado aos poucos e teve sua produção encerrada em 2006. Cerca de 100 milhões de consoles PlayStation foram vendidos em todo mundo.

A Segunda Dinastia

No ano de 2000, é lançado o Playstation 2 e com ele toda uma esperança de que seu sucesso seja tão grande quanto seu sucessor, mas essa história ainda é longa e será contada na segunda parte da série de artigos "A História do Playstation".

Gostaria de agradecer a todos pela atenção. Espero que tenham gostado do artigo e aguardo todos na semana que vem para a continuação da história do nosso console!