Ontem, tivemos a surpresa que Cyberpunk 2077 foi adiado para 10 de dezembro, mesmo com o jogo já indo a gold no início do mês. Na mensagem, a desenvolvedora diz que calculou mal o tempo necessário para otimizar o jogo em seu patch disponivel no dia do lançamento e esclarece que precisa testar basicamente 9 versões (PS5, PS4 Pro, PS4, Xbox One, Xbox One X, Xbox Series S, Xbox Series X, PC e Stadia).

Agora, o CEO da CD Projekt RED, Adam Kicinski, disse que o atraso se deve às versões da geração atual (PS4 e Xbox One). Segundo o site polonês Pap Business (via ResetEra), Adam disse que “a situação é diferente” quando comparada com os outros atrasos. O game no PC está pronto e o título também roda bem nas plataformas da próxima geração (via retrocompatibilidade). Porém, no PS4 e Xbox One ainda há trabalho de otimização a ser feito.

Paralelo a isso, o designer de Cyberpunk 2077, Andrzej Zawadzki, revelou em seu Twitter (via ResetEra) que recebeu diversas ameaças de morte devido ao atraso do jogo. Ele diz que isso é inaceitável e errado. “Somos pessoas, como vocês”.

Por outro lado, nem tudo é ódio. Ele também agradeceu as mensagens de apoio dos fãs.