Os detalhes abaixo vieram da última edição da GamesMaster. Confira:

  • Segundo Ben Mattes, o Batman de Akrham City é de versão "5.0", enquanto que o de Origins é de "0.9". Isso é uma comparação apenas para mostrar o a diferença na experiência de um Batman para o outro. Ele explica que o de AC sabe exatamente quantos dentes quebrou do inimigo com um soco, enquanto que o de AO não;
  • Há dois sistemas que foram considerados e desistiram de implementar: um seria um sistema de clima que afetaria o combate. Já a segunda ideia seria um robô que perseguiria Batman nas missões de predador, mas os desenvolvedores acreditam que Batman deve ficar toda a seção na defensiva;
  • Apesar de não ter o sistema de clima, a HUD do jogo possui um indicador de tempestade. Como já se sabe, o período que a história se passa é no Natal. Esse indicador avisa quando existirá algumas rajadas de neve. Isso explica a ausência de civis na rua;
  • A ponte é uma área totalmente jogável – não há loading entre a Old e New Gotham;
  • A parte de upgrades agora oferece diferentes caminhos;
  • Apesar de parecer, sentir e ser jogado como Asylum e City, Origins não é idêntico a eles. A WB Montreal criou um título novo e que evolui ainda mais a fórmula;
  • A batalha contra Freeze em Arkham City foi o modelo para as lutas dos chefes em Origins.

Segundo a publicação NAG, da África do Sul, Kevin Conroy não será o dublador de Batman em Arkham Origins. A WB Montreal escolheu um novo dublador para que refletisse no fato de Batman ser mais jovem. Esse novo dublador não foi revelado ainda.

Atualização: