AnálisesPS4

The Crew

Análise

NOME: The Crew
FABRICANTE: Ivory Tower / Ubisoft Reflections
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Corrida
DISTRIBUIDORA: Ubisoft


LANÇAMENTOS
02/12/2014 02/12/2014 04/12/2014


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p

Nº de Jogadores: 1 (2-8 online)

Troféus (inclusive Platina)

DLC

Headset

Espaço necessário: 13,3 GB


The Crew pode ser definido como um jogo de corrida online com um mundo aberto. Desde o início, o marketing básico do título é que você poderia visitar os EUA inteiro. Isso é verdade, porém, obviamente, não pense que será em escala real. Mas isso também não significa que é um jogo pequeno. O mundo é massivo o suficiente para você gastar horas dirigindo de costa a costa.

The Crew foi desenvolvido pela Ivory Tower, fundada em 2007 e que possui membros que trabalharam em outros jogos de corrida, como Test Drive Unlimited. Elementos dessa série são encontrados aqui, mas The Crew consegue ter sua própria identidade, começando pelo fato de que temos um modo história, apesar de ser um jogo que necessita de conexão online. O enredo segue o personagem principal (dublado por Troy Baker) que busca vingança pelo assassinato de seu irmão. Para isso, com a ajuda de uma agente do FBI, você terá que se infiltrar nas gangues mostrando seu valor ganhando corridas e aumentando o seu rank. Acredite: pode não parecer, mas The Crew possui uma trama longa e que lembra facilmente um filme. Porém, é bastante clichê e esquecível.

O mundo de The Crew é povoado por vários outros jogadores enquanto você o explora. Além das missões de história, há também objetivos opcionais, localizados tanto dentro quanto fora das cidades. Não há restrições quanto ao lugar que você deseja ir: está vendo aquela estrada aberta que vai até as montanhas? Pode ir e subir. Ou quer andar pelo deserto com o carro específico para isso ou simplesmente só andar pelo mundo do jogo sem objetivo algum? Vá em frente. The Crew possibilita isso e muito mais. A verdadeira graça do jogo é essa liberdade para você experimentar os diferentes carros, técnicas e principalmente o "tuning".

O tuning é algo muito importante no jogo. Cada veículo pode ser equipado com kits de Street, Dirt, Perfomance, Raid ou Circuit, que mudam o visual do carro e, principalmente, a superfície na qual eles terão uma perfomance melhor. No início do jogo, você terá como objetivo derrubar outro motorista em um carro para dirt (terra); você passará por rios e outros tipos de caminhos que possa imaginar em um campo aberto. O kit de dirt possibilita uma perfomance similar à que um carro street teria na estrada. Por causa disso, há várias possibilidades com todos os seus carros e também não obriga você a largar o seu carro favorito porque o terreno não será favorável para ele. Essas mudanças também afetam o visual do carro: o dirt, por exemplo, aumenta o tamanho das rodas.

Isso nos leva às opções de customização: são centenas de diversas partes que podem ser modificadas nos veículos. Porém, mesmo com um número considerável de possibilidades, outros jogos de corrida da atualidade oferecem muito mais. Ou seja, se você é fã de customizar e está acostumado com o que vemos em outros jogos, talvez se sinta limitado em The Crew. Mas entenda que você terá disponível praticamente tudo o que possa querer – desde cores e pinturas até spoilers do carro.

Um dos pontos fortes de The Crew é você ter o seu próprio veículo, de sua preferência, e usá-lo durante todo o jogo se assim desejar. Você não precisa trocá-lo, a não ser que ache que outro lhe agrade mais. E é aqui que se percebe uma das falhas de The Crew: as microtransações. Apesar de não serem tão ruins quanto você imagina, para obter os carros realmente caros, será necessário jogar por horas e horas para comprá-lo com dinheiro do jogo. Isso se tornará enjoativo e acabará forçando-o a desembolsar dinheiro, caso seja o carro dos seus sonhos.

Graficamente, o jogo é impressionante. A atenção pelos detalhes é incrível. Apesar de os veículos não terem um cuidado, como existe em outros jogos de corrida modernos, The Crew nunca buscou ser um simulador foto-realista como DriveClub e outros. Apesar disso, quando você está correndo em velocidade máxima, é difícil não notar o trabalho bem feito dos desenvolvedores. Inclusive os detalhes dentro dos carros são bem visíveis e bem-vindos, a ponto de você querer dirigir com essa visão mesmo se preferir ver o carro em si.

Por fim, como podemos esperar pelo título do jogo, você faz parte de um grupo ou facção. A maioria das missões podem ser feitas em cooperativo, fáceis de serem acessadas dessa forma. Quando começar um evento, simplesmente escolha a opção cooperativo e o jogo trará quaisquer jogadores aleatórios para a missão com você. Como já dito anteriormente, The Crew passa a sensação de que tudo está conectado enquanto outros jogadores online passam por você. Mesmo sendo um título online e com dificuldades no lançamento, The Crew é relativamente estável e raramente oferece problemas nesse sentido. E, apesar de poder fazer tudo sozinho, haverá momentos em que parceiros serão uma boa escolha. Pense como Destiny – é exatamente a mesma lógica. Porém, em The Crew, você não enfrentará chefes gigantescos, mas sim uma inteligência artificial que poderá complicar sua vida, principalmente a dos policiais. Se você acha que a polícia de Grand Theft Auto é persistente, você ainda não viu a de The Crew.

Veredito

A equipe de The Crew fez o seu dever de casa. Não somente temos um grande mundo aberto para explorar, mas a experiência de modificar e personalizar seu carro e poder usá-lo o quanto quiser é igualmente satisfatória. Porém, temos microtransações indesejáveis, uma história clichê e uma customização limitada, quando comparada a outros jogos de corrida.

Jogo analisado com cópia física fornecida pela Ubisoft.

78%