AnálisesPS3

Super Street Fighter IV

Análise

NOME: Super Street Fighter IV
FABRICANTE: Dimps / Capcom
PLATAFORMA: ps3
GENERO: Luta
DISTRIBUIDORA: Capcom


LANÇAMENTOS
30/04/2010 30/04/2010 28/04/2010


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Número de jogadores: 1-2 (2-8 online)

Espaço Necessário para Instalação: 3GB (opcional)

Definição HD: 720p

Downloadable Content (DLC)

Trophies


Super Street Fighter IV é o típico jogo "ame ou odeie" sem mesmo ter jogado. Se você sabe o que ele oferece, provavelmente está feliz da vida se for um fã ou está com raiva pela Capcom ter abandonado a versão original. Não estou aqui para julgar a opinião das pessoas, cada um pensa o que quiser da atitude da Capcom, mas o que não pode acontecer é a falta de conhecimento do que foi adicionado, o que justifica esse novo título.

Super Street Fighter IV é, basicamente, um upgrade forte de Street Fighter IV. Poderia simplesmente comentar que é o mesmo jogo com 10 novos personagens, mas é errado dizer isso. Muito errado.

 

Super Street Fighter IV apresenta algumas pequenas novidades como algumas fases novas, fases de bônus que estavam ausentes na versão original (e as duas são as mesmas fases de Street Fighter II, sendo que a do carro é com o layout de Final Fight – jogue com Guy ou Cody e até o "Oh! My Car!" aparecerá) e até as músicas temas dos personagens podendo ser tocadas durante as batalhas normais (é necessário habilitar essa opção). Há também o modo Arcade, com histórias para cada personagem, porém mais simples que as do original. Por fim, os Trials que complicavam o caminho para a platina de Street Fighter IV também estão de volta, e até um pouco mais difíceis que antes – o que é muito bom, diga-se de passagem.

Mas a alma renovada de Super Street Fighter IV é o modo online. Refinado até dizer chega.

 

Portanto, o single-player de Super Street Fighter IV é menor que o original. Não há survival e nem time attack. Há o modo Arcade de sempre, como dito, e os Trials. Além do básico Training, é claro. Mas quem compra um jogo de luta, sabe que ele não foi feito para se jogar sozinho. E é aí que Super SFIV mostra sua superioridade.

Considerando o multiplayer offline ainda, se não bastasse a adição dos 10 novos personagens (Guy, Cody, Adon, Makoto, Dudley, Ibuki, Dee Jay, T.Hawk e os novos Hakan e Juri), os personagens antigos receberam um balanceamento notável. Street Fighter IV era um jogo extremamente balanceado. Apesar das reclamações que Sagat era o "deus" do game, pode observar nos campeonatos internacionais que nem 25% dos torneios foram vencidos por esse personagem sendo controlado. Super Street Fighter IV melhora ainda mais esse balanceamento, deixando que você pegue o personagem que quiser e tenha chances iguais em uma luta com outra pessoa. Obviamente, personagens novos são difíceis de você se adaptar, e já começaram reclamações que a Makoto não é uma personagem boa, por exemplo. No entanto, o jogo mal acabou de sair e não houve uma exploração devida. É injusto classificar que o jogo é desbalanceado pois o personagem não mostra, de cara, suas vantagens.

Junto com esse balanceamento, todos os personagens possuem dois Ultra Combos agora. Você deve escolhê-lo antes da batalha, não podendo usar os dois ao mesmo tempo em uma luta. É notável que os Ultras de cada personagem possuem funções diferentes (um é projétil e o outro é mais físico; ou um é físico e o outro é um agarrão, e assim por diante). Mas existem alguns que decepcionam o jogador, como os Counter Ultras de Cammy e Fei Long. Qualquer golpe dado pelo adversário ativará o Ultra, se o personagem o executou. Mas os golpes que costumam quebrar o Focus Attack também quebram esse Ultra – tornando ele inútil, dessa forma. Portanto, sabemos que dificilmente um jogador de Cammy ou Fei Long utilizará esse segundo Ultra. Há outros casos, como o de Zangief e T.Hawk serem anti-aéreos, enquanto que o primeiro Ultra é o clássico agarrão. É muito mais fácil acertar esse do agarrão do que o anti-aéreo.

 

Dados todos esses fatos, vamos ao online do jogo. Street Fighter IV possuía um modo online simples ao extremo. Tínhamos a opção de jogar pelo ranking, com um amigo e depois chegou o Championship, dividindo a comunidade com as pessoas que eram e não eram dedicadas ao game.

Super Street Fighter IV eleva isso ao infinito. Temos ainda o Ranked Match, o qual funciona da mesma forma (ao ganhar uma luta ou perder, você ganha ou recebe Player Points – PP – os quais definem sua posição no ranking mundial), mas com uma novidade junto: os Battle Points (BP). Em uma luta, você usa um personagem. Se ganhar com esse personagem, recebe os PP e BP. Os PP acumulam ou se perdem ignorando o personagem que você usa, sendo que a quantidade recebida ou perdida depende de quantos PP o adversário tinha. Quanto mais PP distante de você, mais PP você perderá ou ganhará. Já os BP são presos aos personagens. Cada vitória feita, você ganhará BP para o personagem que está usando. Chegando em 1000 BP, evolui para o rank C (você começa no D). Um troféu do jogo exige que você chegue ao rank C com todos os personagens – algo que será bem trabalhoso. A partir do rank C, você pode perder BP se perder uma luta; mas a quantidade que você perde de BP em relação a que ganha é pequena, portanto mesmo se você perder umas cinco lutas e ganhar duas, o seu saldo de BP será positivo, ao contrário dos PP.

 

Além do Ranked Match, temos o Endless. Esse modo é o básico "jogar com os amigos", porém com até oito pessoas na mesma sala no estilo "quem ganha fica". Os outros podem assistir à luta que está acontecendo enquanto esperam. Se você quer o básico 1×1, basta ativar todos os espaços como reservados (private slots).

Por fim, e não por último, existe o Team Battle. É muito comum nos torneios do Japão lutas em times de 3 pessoas. Nesse modo, os jogadores são separados em um time azul ou vermelho de 2, 3 ou 4 integrantes. As lutas continuam sendo 1×1, obviamente, mas conforme as lutas vão acontecendo, os jogadores passam a vez para o resto do time, até que todos sejam derrotados.

E enfim, a adição mais bacana: o Replay Channel. Nesse lugar, você pode fazer três coisas diferentes: assistir a partidas aleatórias de outros jogadores do modo Ranked Match (e, inclusive, escolher que tipo de personagem você quer ver nessas lutas – quer só dos novos, dos chefes, dos clássicos, etc), criar um canal para que você mostre os seus replays para os seus amigos e discutir com eles via headset e, por fim, salvar os seus replays e assisti-los quando quiser. Existe um limite de 150 replays que podem ser salvos, nomeados e classificados conforme sua preferência. Os replays só podem ser salvos dos modos online de jogo, os que acontecem offline no modo Versus não podem ser salvos. Se você fez uma luta num modo online (Ranked, Endless ou Team) e quer salvar, deve ir ao Log e achar ele lá e aí sim, salvar no HDD. Caso contrário, o replay será substituído em breve (essa lista contém cerca de 50 replays das últimas lutas que você fez).

Basicamente, Super Street Fighter IV é um jogo pensado em melhorar tudo que os fãs de Street Fighter IV queriam. O jogo, por si só, é excelente e possui muitas opções agradáveis. Únicas pessoas que podem não gostar do título é o seu preconceito de que a Capcom foi mercenária – mas é notável o esforço dos produtores em melhorar o que já era bom, e pelo preço reduzido (20 dólares mais barato que os jogos lançamentos) é um pacote muito atraente. Abra sua mente e jogue Super Street Fighter IV. E treine, pois apesar de ser algo simples de ser jogado, possui muita estratégia e habilidade em jogo.

97%