AnálisesDLCPS4

Análise – Marvel’s Spider-Man: The Heist

Análise

NOME: Marvel's Spider-Man: The Heist
FABRICANTE: Insomniac Games
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Ação / Aventura
DISTRIBUIDORA: Sony Interactive Entertainment


LANÇAMENTOS
23/10/2018 23/10/2018 23/10/2018


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p (PS4); 2160p (PS4 Pro)
Nº de Jogadores: 1
Troféus
Espaço necessário: 2,2 GB
Legendas em PT-BR: Sim
Dublagem em PT-BR: Sim


Spider-Man foi um excelente título para o PS4. Apesar de não ser perfeito, trouxe uma qualidade técnica impecável, uma história bem construída e um gameplay maravilhoso – exceto com as partes “humanas”. Saiba mais em nossa análise.

Agora, Spider-Man possui três DLCs previstos de história. Os três formam o conjunto “The City That Never Sleeps” (a cidade que nunca dorme), sendo que “The Heist” (O Assalto) é o primeiro lançado.

Spider-Man DLC The Heist

Antes de mais nada, é preciso esclarecer o funcionamento básico da expansão. Para acessar esses DLCs, o jogador carrega o seu save normalmente e, através do menu, escolhe se quer jogar o DLC ou a campanha principal (ambos possuem uma % do lado, também, para você ter noção de seu progresso). Quando você altera a campanha, a cidade muda também. Isso significa que o DLC conta com suas próprias atividades espalhadas pelo mapa de NY.

A história de “O Assalto” possui um grande destaque para a Black Cat (Gata Negra). Mas também tão importante quanto é a família mafiosa Maggia liderada por Hammerhead. Não vamos estragar as suas surpresas, mas saiba que a história em si é relativamente fraca. Os momentos de Spider-Man com a Black Cat são interessantes, mas o restante é tudo esquecível.

A campanha principal dura cerca de 2h para ser finalizada. As missões principais envolvem combate (inclusive com um novo tipo de inimigo que usa uma metralhadora), furtividade e há, inclusive, uma rápida missão com Mary Jane.

Spider-Man DLC The Heist

Como mencionado anteriormente, NY fica repleta de atividades paralelas do DLC. Há três tipos diferentes de atividades: os crimes da máfia, achar obras de arte e os desafios de Screwball.

Os crimes são praticamente iguais aos que você já lidou diversas vezes no jogo base: uma exclamação vermelha surge no mapa, o rádio da polícia indica o que está havendo e você deve ir lá fazer seu trabalho de herói. Mas não se preocupe: não é o mapa inteiro novamente com esses tipos de missões. O número é bem menor.

Já as obras de arte envolvem um certo detetive que deseja encerrar um caso para se aposentar. Você deve encontrar 10 obras de arte no mapa que estão escondidas em coisas como encanamentos. Pense nas mochilas de Peter: o desafio é similar.

Por fim, os desafios de Screwball são similares aos desafios de Taskmaster do jogo base. Em um tipo você deve derrotar os inimigos o mais rápido possível (se derrotar dentro de uma área específica, ganha pontos extras), enquanto que em outro precisa destruir objetos em uma ordem certa (enquanto faz manobras também para ganhar pontos extras). Tirando essas novidades de pontos extras, você já fez esses desafios no jogo base também, de certa forma. No entanto, um terceiro tipo se mostrou inovador e não quero spoilar, mas infelizmente só há um desafio desse.

Como você pode notar, as atividades são “mais do mesmo” com pouquíssima ou nenhuma novidade. Vale ressaltar que há três novos trajes neste DLC, sendo que alguns precisam ser destravados. São trajes interessantes, mas que infelizmente não se destacam na vasta galeria de opções que o jogo base oferece.

Spider-Man DLC The Heist

Completar as atividades extras levará cerca de 1h. Dessa forma, o DLC leva em torno de 3h no máximo para ser finalizado. Considerando o seu valor (R$ 30,90), é um pouco caro para o que é oferecido. Além disso, a história principal não tem uma conclusão. O DLC simplesmente termina com um “continua”. Ou seja, os três DLCs são realmente uma única história.

Talvez se os DLCs forem vistos como um pacote só, eles acabem se tornando algo que realmente vale a pena indicar (caso os outros dois sejam de mesma qualidade ou superior que este, é claro). Mas, no momento, é difícil recomendar o DLC “O Assalto”. Pegue apenas se você está sedento por mais Homem-Aranha.

Veredito

O Assalto é um DLC que parece incompleto. A história é interessante, mas acaba um tanto quanto cedo demais e, portanto, sem conclusão. Sabemos que há outros dois a caminho, mas não passa a sensação de que um arco da história foi finalizado. Além disso, as missões principais e atividades paralelas são bastante similares ao jogo base, apresentando pouca ou nenhuma novidade no gameplay. Vale pelo fato de ser mais Spider-Man, mas não espere algo realmente interessante.

DLC analisado com código fornecido pela Sony.

70%