AnálisesPS3

2010 FIFA World Cup South Africa

Análise

NOME: 2010 FIFA World Cup South Africa
FABRICANTE: EA Sports
PLATAFORMA: ps3
GENERO: Futebol
DISTRIBUIDORA: Eletronic Arts


LANÇAMENTOS
30/04/2010 30/04/2010 Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Nº de Jogadores: 1-6 (Online: 2-20)

Definição HD: 720p

Troféus


A EA não poderia ficar de fora dos lucros possíveis com o maior evento esportivo do mundo, ainda mais por ser detentora das licenças oficiais da FIFA. E com este objetivo foi lançado 2010 FIFA World Cup South Africa. Mas será que o jogo não se trata de uma mera atualização de FIFA 2010 lançado no final do ano passado com o objetivo de ser um simples caça-níqueis? Podemos dizer que sim e que não, e os motivos você confere abaixo.

 

 

2010 FIFA World Cup South Africa é, em sua essência, FIFA 2010. Todos os aspectos da jogabilidade (muito) bem resolvida, dos gráficos ótimos e das licenças oficiais que podemos aproveitar desde o lançamento de FIFA 2010 no ano passado estão presentes nesta versão. Entretanto, a forma com a qual 2010 FIFA World Cup South Africa é apresentado faz parecer de que se trata de algo totalmente novo.

 

 

A jogabilidade em geral é a mesma de FIFA 2010, o que explicita que a engine do jogo não foi sequer tocada para esta versão. O que não é ruim, dada a qualidade apresentada na versão de FIFA do ano passado. As escalações são atualizadas automaticamente, com os jogadores convocados por cada país.

 

 

A qualidade da representação da Copa do Mundo é sensacional. Todas as 198 seleções habilitadas a participarem da Copa do Mundo (isso mesmo, a FIFA considera que a Copa do Mundo se inicia nas eliminatórias e chama a Copa do Mundo disputada na África do Sul de “World Cup Finals”) estão reproduzidas. Os estádios são representações perfeitas dos estádios oficiais da copa, com um destaque para o “Soccer City”, que chega a encher os olhos. Os hinos das equipes são tocados no início dos jogos, adicionando ainda mais realismo.

 

A torcida é um show a parte, com várias cenas durante as partidas com danças, comemorações e caras tristes quando algo vai mal com o seu time. Os técnicos são fielmente representados, e aparecem frequentemente em substituições e lances de perigo. A narração é a melhor já vista em um jogo de futebol virtual, com comentários pertinentes e variados, principalmente quando em jogos sobre as seleções maiores (por exemplo, em um jogo Brasil X Holanda pelas quartas-de-finais da copa, o narrador nos lembra que Brasil e Holanda já se enfrentaram algumas vezes nestas fases, e que em 1994 e 1998 o Brasil se deu bem nestas disputas).

 

 

As customizações já conhecidas da série FIFA também estão disponíveis. A copa do mundo pode ser jogada oficialmente, de forma integral com as seleções classificadas ou o jogador pode optar por escolher quais equipes participarão do torneio (só assim para termos um “Venezuela X Samoa Ocidental“). O modo de edição também está presente, permitindo que os torcedores “corrijam” as escolhas do Dunga para a Seleção.

 

Os modos de jogo vão dos conhecidos amistosos e disputas de pênaltis (bastante modificada agora, com barra para precisão, escolha de lado para batida com precisão e até paradinha) até a Copa do Mundo, que pode ser disputada desde as eliminatórias e o modo Captain Your Country, uma repaginação do modo Be-a-Pro, onde seu objetivo é jogar todas as eliminatórias pela sua seleção com o seu virtual pro e, chegando ao posto de capitão, ser campeão da Copa do Mundo e levantar a taça.

 

 

Existe também um modo bastante nostálgico para os jogadores de International Super-Star Soccer (ou muitas vezes Ronaldinho Soccer e Campeonato Brasileiro) para Super Nintendo. É o “Story of Qualifying / Story of the Finals”, onde várias partidas clássicas de Copas do Mundo anteriores e de eliminatórias passadas podem ser jogadas, com o objetivo de se mudar o resultado. Além disso, conforme a competição deste ano for acontecendo, a EA disponibilizará (de forma gratuita) “scenarios” idênticos para este modo. É um modo que adiciona bastante longevidade ao título.

 

 

O modo online apresenta quase todos os modos presentes no single-player, com o destaque da inclusão do modo Battle of the Nations. Neste modo, os jogadores escolhem um país para disputar a Copa do Mundo online. Os seus resultados vão garantindo pontuação para a seleção escolhida,de melhorando a posição da mesma em um ranking online mantido pela EA. Ao final da Copa, EA encerrará este modo (segundo informações até o momento, porém não descartamos a possibilidade de a EA mudar de ideia, devido ao atual sucesso deste modo), definindo o país vencedor. Enfim, estas adições se somam à já conhecida qualidade do modo online de FIFA 2010, com a vantagem das conexões estáveis e com pouco lag.

 

 

A verdade é que no fundo 2010 FIFA World Cup South Africa é sim apenas um banho de loja em FIFA 2010. Mas é um banho de loja tão bem feito e variado que justifica plenamente a existência do jogo. Seu aspecto caça-níqueis pode e deve ser desconsiderado por aqueles que não compraram FIFA 2010, os que realmente são fanáticos pelo evento e aqueles que querem um jogo com prazo de validade maior do que um ano, pois se trata de um excelente futebol virtual que só terá atualização daqui a 4 anos, ao invés de daqui a 6 meses.

91%